Webp.net-gifmaker.gif
final_sem bola-01.png
bkg.png

Enviem as vossas ideias para um filme de 7 minutos

sobre o Oceano num dos seguintes temas

 

NA ROTA DE MAGALHÃES
A MUDANÇA QUE PRECISAMOS PARA O OCEANO QUE QUEREMOS


 

 

CERIMÓNIA FINAL

CERIMÓNIA FINAL

08.07.2022 - 10H00

noun_monthly calendar_1814996.png

08

JUL

A cerimónia final do Prémio Mário Ruivo decorreu a 8 de julho, em formato online.


Foram apresentados os filmes sobre o Oceano criados pelas equipas participantes e anunciados os vencedores.


Conheça aqui o programa da sessão.


A cerimónia final foi transmitida em direto no canal de YouTube da DGPM.

noun-youtube-897676-FFFFFF.png

Assista à

Cerimónia Final!

 

MÁRIO RUIVO

É reconhecido como um dos pais do novo regime do Oceano e da integração deste nos objetivos do desenvolvimento sustentável.

mr.png

Mário Ruivo (1927 - 2017)

Dedicou-se à investigação, ensino, promoção da cooperação em assuntos do mar e sensibilização de governos e opinião pública a uma governação responsável do Oceano.

Biólogo pela Universidade de Lisboa, Doutor Honoris Causa pela Universidade dos Açores e pela Universidade do Algarve, desempenhou cargos dirigentes no sistema das Nações Unidas, nomeadamente na FAO (1961-74) e COI/UNESCO (Secretário Executivo, 1980-89). Foi Conselheiro Científico da EXPO’98 e Membro/Coordenador da Comissão Mundial Independente para os Oceanos.

Participou no processo respeitante ao estabelecimento, em Lisboa, da European Maritime Safety Agency (EMSA, 2002) e foi promotor e Presidente (2002-08) do European Centre for Information on Marine Science and Technology (EurOcean). Foi representante da FCT no European Marine Board.

Foi Presidente do Conselho Nacional do Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (CNADS), da Comissão Oceanográfica Intersectorial e do Comité Português para a Comissão Oceanográfica Intergovernamental. Autor de publicações sobre Oceanografia, Governação e Cooperação em Assuntos do Oceano. Foi agraciado com ordens honoríficas nacionais e estrangeiras e outras distinções e prémios. 
 

 

FORMATO DO PRÉMIO

O Prémio Mário Ruivo – Gerações Oceânicas pretende sensibilizar e mobilizar pessoas de todas as idades para a temática do Oceano, através da criação de filmes de 7 minutos que expressem o papel fundamental que o Oceano tem nas nossas vidas e a necessidade de conservarmos este recurso que é património comum da Humanidade.

Participando em equipas com um número máximo de 5 elementos (desde que um deles tenha mais de 18 anos) e lideradas por um jovem entre os 12 e os 18 anos (o “Realizador Principal”), os participantes são chamados a desenvolver um filme num dos seguintes temas:

» Na Rota de Magalhães

Usando como ponto de partida a viagem de circum-navegação de Fernão de Magalhães, cujas comemorações do 500.º aniversário se encontram a decorrer.

» A Mudança que Precisamos para o Oceano que Queremos

Usando como ponto de partida o mote adotado pela COI/UNESCO para a promoção de Literacia do Oceano no contexto da Década do Oceano das Nações Unidas.

Numa primeira etapa, até 20 de dezembro de 2021, a candidatura da equipa é feita através do preenchimento do formulário de inscrição e pelo envio de dois elementos:

» Uma ficha de proposta / guião do filme que se propõe realizar;
» Um vídeo com um pitch de 1 minuto onde o Realizador Principal resume a sua proposta e explica porque é que a sua equipa deve ser selecionada para a etapa seguinte.

Numa segunda etapa vão participar 8 equipas selecionadas pelo Júri. Cada equipa irá escolher dois elementos (o Realizador Principal mais alguém) para participar numa formação online de 20 horas (em fevereiro e março) onde serão transmitidos conhecimentos audiovisuais para a realização de filmes (captação de imagem e som, técnicas de realização e produção, rodagem, pós-produção, etc) e que será orientada para apoiar a produção dos guiões que cada equipa apresentou a concurso.

Depois da formação, mãos à obra!

Na terceira etapa, as oito equipas arrancam com as filmagens e produção dos filmes que devem estar prontos a tempo da cerimónia final, a realizar em maio. Nesta cerimónia, os filmes serão exibidos e o Júri irá selecionar um vencedor em cada categoria. As equipas vencedoras recebem como prémio uma experiência de mar com a Marinha Portuguesa e um Kit de Snorkeling para todos os seus elementos. O Realizador Principal receberá ainda uma câmara GoPro Hero 10.

 
cinema-equipment-table.jpg

JÚRI

Conheça os membros do Júri desta edição do Prémio Mário Ruivo - Gerações Oceânicas.

mapd.jpg

Maria Ana Peixe Dias

Professora auxiliar de ecologia na Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa. Bióloga de formação, especialista em ecologia e conservação de aves marinhas e costeiras. O seu estudo tem-se focado na utilização de novas tecnologias, como métodos de seguimento remoto de animais (biologging), para a identificação de áreas prioritárias para a conservação marinha e para a designação de novas áreas marinhas protegidas. Autora de cerca de 70 artigos científicos e do livro infantil “Lá Fora – Guia para Descobrir a Natureza”.

jpr.jpg

João Pedro Ruivo

Começou desde cedo a trabalhar em cinema, mas as suas funções sempre foram além da produção e realização. Com a sua capacidade organizativa, dinamiza todo o trabalho subjacente aos filmes em que participa, sendo por isso reconhecido no contexto cinematográfico. Tem sido convidado para lecionar cadeiras de cinema no Ensino Superior e Profissional, e integra regularmente o Júri do Instituto de Cinema e do Audiovisual para concursos de apoio a longas-metragens e documentários.

FotoLuisPinheiro.png

Luís Menezes Pinheiro

Professor Associado (Geologia e Geofísica Marinha) no Departamento de Geociências da Universidade de Aveiro e Investigador do Laboratório Associado Centro de Estudos do Ambiente e Mar – CESAM. Doutorado em Geofísica Marinha pelo Imperial College, Londres. Presidente do Comité Português para a Comissão Oceanográfica Intergovernamental (COI/UNESCO) e do Comité de Geociências Marinhas da Comissão de Ciência para o Mediterrâneo (CIESM).

 
photo-1576267385597-b4083733ca47.jpg

PRÉMIOS

O júri do Prémio Mário Ruivo começa por definir oito equipas finalistas, das quais serão depois selecionadas duas equipas vencedoras (uma por categoria). Estes serão os prémios a atribuir:

Formação Online de Realização em Cinema (20h)

Atribuída às oito equipas finalistas (duas pessoas por equipa)

noun_director's chair_516801.png
noun_GoPro_182245.png

Câmara GoPro Hero 10

Atribuída aos Realizadores Principais das duas equipas vencedoras

noun_snorkel mask_1203078.png

Kit de Snorkeling

Atribuído a todos os elementos das duas equipas vencedoras.

O Kit inclui máscara, tubo, barbatanas, top neoprene e saco estanque.

noun_navy hat_1036375.png

Experiência de Mar com a Marinha Portuguesa

Atribuído a todos os elementos das duas equipas vencedoras.

 

FORMAÇÃO

As oito equipas finalistas selecionadas pelo Júri terão a oportunidade de participar numa formação online promovida pela ONGD Help Images, que irá ajudar os participantes a desenvolver competências na área do audiovisual, que possam ser aplicadas na realização dos filmes propostos.

Nesta etapa, participam dois elementos de cada equipa: o Realizador Principal e outro elemento selecionado pelo grupo. A formação tem a duração de 20 horas, distribuídas por 7 sessões ao longo dos meses de fevereiro e março de 2022. Serão criados dois grupos que participam nas sessões em dias distintos (um grupo às segundas-feiras e outro grupo às quartas-feiras, sempre entre as 17h30 e as 20h30).


Esta formação, associada ao Prémio Mário Ruivo, irá transmitir conhecimentos audiovisuais para a realização de pequenos filmes com equipamentos de imagem e som amadores ou semiprofissionais. É desenvolvida pela Help Images, uma ONGD com utilidade publica que trabalha em Media para o Desenvolvimento, já com larga experiência em projetos ligados a questões sociais, ambientais e humanas. Desde 2010/11 que lecionam formações com este tipo de estrutura e características.


A formação será adaptada à idade e nível de conhecimento dos formandos, prevendo o desenvolvimento de competências nas seguintes áreas:

criatividade

CRIATIVIDADE

Escrita criativa e desenvolvimento de conceito/ideia;
 

produção

PRODUÇÃO

Elaboração de um orçamento, reconhecimento das necessidades de pré-produção e produção geral de filmagens

realização

REALIZAÇÃO

Técnicas de captação de imagem, som e pós-produção.

 

REGULAMENTO

Artigo 1.º

Objeto

1. O Prémio Mário Ruivo - Gerações Oceânicas, doravante designado Prémio, distingue anualmente filmes realizados por alunos em idade escolar que abordam a importância do oceano para a vida humana, tendo por base o mote “Conhecer e Interagir com o Oceano”.

2. Em cada edição são definidas duas categorias temáticas no anúncio de abertura do Prémio emitido pela entidade organizadora.

Artigo 2.º
Entidade organizadora

A Direção-Geral de Política do Mar é a entidade responsável pela organização e logística do Prémio.

Artigo 3.º
Critérios de elegibilidade

1. As candidaturas ao Prémio são apresentadas por equipas compostas por um limite máximo de cinco membros.
2. As equipas devem identificar um dos seus membros como o “Realizador Principal”, com idade compreendida entre os 12 e os 18 anos.
3. Pelo menos um dos membros da equipa deve ter idade superior a 18 anos, não se aplicando restrições de idade aos restantes membros.

Artigo 4.º
Candidaturas e seleção

1. Para participar no Prémio, as equipas que cumpram os critérios de elegibilidade estabelecidos no artigo 3.º devem submeter os seguintes elementos:

a) Formulário de inscrição;

b) Guião escrito para um filme de 7 minutos que se enquadre numa das duas categorias temáticas da edição em questão;

c) Vídeo de duração máxima de 1 minuto, no qual o Realizador Principal sintetiza o guião e explica a motivação da sua equipa em participar no Prémio; e

d) Modelo de autorização para recolha e divulgação de imagem e de cedência de direitos de imagem preenchido e devidamente assinado pelo Realizador Principal. Caso o Realizador Principal seja menor de idade, a autorização deve ser assinada pelo seu encarregado de educação.

2. Para cada edição do Prémio, a entidade organizadora define o modo e a data-limite de submissão das candidaturas através do anúncio de abertura do Prémio.
3. As equipas podem submeter uma candidatura por cada categoria temática.
4. Compete ao júri selecionar quatro equipas finalistas em cada categoria temática.

Artigo 5.º 
Elaboração dos projetos

1. As equipas finalistas, representadas pelo Realizador Principal e um outro membro, participam num curso online desenvolvido com o objetivo de transmitir conhecimentos audiovisuais básicos para a realização de filmes.
2. A participação no curso é obrigatória, sendo a falta de comparência penalizada com a desclassificação da equipa.
3. Na elaboração dos projetos as equipas finalistas devem seguir o guião submetido no momento da candidatura. 

Artigo 6.º 
Apresentação dos projetos

1. Todos os filmes devem ser realizados até à data estabelecida no anúncio de abertura do Prémio.
2. Cada filme tem a duração máxima de 7 minutos e deve ser apresentado em língua portuguesa, admitindo-se a legendagem em português, desde que os trechos em língua estrangeira não excedam metade da duração do filme.
3. Previamente à exibição do filme na cerimónia final prevista no artigo 8.º, todos os membros das equipas finalistas submetem o modelo de autorização para recolha e divulgação de imagem e de cedência de direitos de imagem o qual, no caso dos membros da equipa menores, é assinado pelos respetivos encarregados de educação. 

Artigo 7.º
Vencedores

1. O júri seleciona, em cada categoria temática, uma equipa vencedora, de acordo com os seguintes critérios cumulativos:

a) Conteúdo da mensagem; 

b) Criatividade e originalidade; 

c) Precisão e correção da informação; e

d) Qualidade visual e sonora do registo.

2. O anúncio das equipas vencedoras é efetuado na cerimónia final, prevista no artigo 8.º.

Artigo 8.º
Cerimónia final

1. Os filmes das equipas finalistas são apresentados numa cerimónia com a presença do júri, a quem compete anunciar a equipa vencedora de cada uma das categorias temáticas.
2. A cerimónia final será realizada em formato presencial ou virtual, no final do ano letivo, em data a anunciar pela entidade organizadora
3. No caso de a cerimónia final ser realizada em formato presencial, os custos de deslocação e alojamento afetos ao Realizador Principal e a um acompanhante, se necessários, são suportados pela entidade organizadora.

Artigo 9.º 
Júri

1. O júri independente é constituído por três personalidades reconhecidas na área do conhecimento e divulgação do oceano, designadas por decisão conjunta dos membros do Governo responsáveis pelas áreas da cultura, da educação e do mar.
2. O júri delibera com total independência, com base nos critérios definidos no número 1 do artigo 7.º, por maioria simples.

Artigo 10.º 
Prémio final

1. O prémio final reconhece o mérito, qualidade e impacto potencial dos projetos a concurso.
2. Em cada categoria é atribuído um prémio final, que consiste na entrega de uma distinção em espécie, alusiva aos oceanos e/ou à área dos audiovisuais e multimédia, cujo valor é definido no anúncio de abertura do Prémio.
3. Em cada edição, o prémio final a atribuir é definido no anúncio de abertura do Prémio.
4. O prémio final é entregue pelos membros do Governo responsáveis pelas áreas da cultura, educação e mar.
5. Os projetos premiados são divulgados através dos organismos das áreas governativas da cultura, educação e mar. 

Artigo 11.º 
Propriedade intelectual e autorização de reprodução

A reprodução das gravações e filmes submetidos nos termos do presente Regulamento é autorizada à entidade organizadora do Prémio.

Artigo 12.º 
Responsabilidades

A entidade organizadora do Prémio não é responsável por eventuais danos ou perdas que sem culpa ocorram nos materiais enviados pelas equipas candidatas.

 

 

1ª EDIÇÃO

A 1.ª edição do Prémio Mário Ruivo – Gerações Oceânicas decorreu em 2017/18 e premiou filmes realizados em contexto escolar no âmbito do tema “Conhecer e Interagir com o Oceano”. Conheçam os filmes premiados.

VÍDEO VENCEDOR

"O Mar que há em nós"

Escola Básica e Secundária de Santa Maria

Açores

MENÇÃO HONROSA

"Tascas da Ribeira de Viana"

Agrupamento de Escolas de Santa Maria Maior

Viana do Castelo

MENÇÃO HONROSA

"Mar Português"

Agrupamento de Escolas da Cidadela

Cascais

RECONHECIMENTO ESPECIAL

"Frutos do nosso Mar: Colher e Preservar"

Agrupamento de Escolas da Gafanha da Encarnação

Ílhavo

RECONHECIMENTO ESPECIAL

"O dia em que o Mar desapareceu"

Agrupamento de Escolas Prof. Óscar Lopes

Matosinhos